Dormir a noite inteira - Um sonho distante



Conheço mães que têm a felicidade de noites ininterruptas de sono, mas são raras.

Quando nos tornamos mães, normalmente, nossas prioridades e nossos desejos se transformam completamente. Hoje meu maior desejo, além da felicidade do meu filho, é dormir profundo por horas seguidas.

Na gestação eu tinha uma série de convicções, a começar pelo sono do bebê. Meu filho não ira chupar bico; iria fazê-lo adormecer no berço e, se despertasse iria acalmá-lo sem pegar no colo; iria sempre contar histórias infantis e cantar músicas de ninar, iria dormir somente no seu berço e blábláblá. Ah! Sabe de nada, inocente!

Dormir uma noite inteira parece um sonho distante e já vai para quase dois anos que não sei o que é isto, porque já na gravidez minhas noites não eram as mesmas. Nos últimos meses da gravidez meu sono ficou bem mais leve e, com a limitação de posições para dormir, eu acordava frequentemente, acredito que era um treino para o que estava por vir.

Meu filho deste que nasceu acorda a noite. O bico ele não pegou porque não quis, pois logo que nasceu tentei dar para ver se ajudava no sono. Consegui fazê-lo dormir direto no berço uma única vez, mas normalmente ele adormece mamando e eu o coloco no berço. E quando acorda, o pegamos e ninamos com todo amor e paciência do mundo. Histórias infantis até tento, mas não prende a atenção dele ainda, ele gosta é de manusear livros infantis. Música de ninar nem pensar, ele gosta é de música agitada.

Nos primeiros meses, ele acordava mais vezes e eu insistia em amamentar e colocá-lo novamente no berço, o que tornava minhas noites exaustivas. Hoje já acorda bem menos, mas ainda acorda e, quando estou muito cansada, levo-o para cama e consigo dormir melhor. Apoio a cama compartilhada, é uma ótima aliada para aconchegar o bebê e aliviar nosso cansaço, mas não faço dela um hábito por acreditar que é importante o bebê ter seu espaço.

Há muitas dicas para melhorar o sono do bebê, já testei algumas. Mas não se iluda, na teoria tudo é lindo e fácil, na prática nem tanto. Há dias que tudo dá certinho e em outros que não adianta, pois por algum motivo, o bebê está mais agitado e nada coopera para uma noite tranquila. Nestes dias, o jeito é redobrar a dose de paciência e levar a noite com bom humor.

Pontos importantes para uma noite de sono tranquila:

  • Rotina;

  • Soneca diurna até das 16 horas;

  • Banho próximo a hora de dormir é muito relaxante (quando era mais novinho era banho de balde e massagem, hoje ele não cabe no balde e não sossega para massagem);

  • Desacelerar o ritmo da criança pelo menos 01 hora antes de dormir (brincadeiras mais tranquilas e a meia luz).

Certo é que tudo passa! Com o desenvolvimento e crescimento infantil, ela aprende a dormir melhor e com o tempo nossas noites passam a ser mais tranquilas, sem precisar lançar mão de métodos infalíveis que trazem sofrimento emocional para a criança.

#Camacompartilhada #Desenvolvimentoinfantil #Vínculo #Criaçãocomapego #Rotina #Maternidade #Sonodobebê #Amamentação #Dormir #Bebês #Aconchego #Cansaço