Seu filho não quer comer fruta?


A nutricionista e autora do Livro Infantil Salada de Frutas, Maybe Lemos,dá algumas dicas.


https://www.facebook.com/livrosaladadefrutas

O primordial é pensar em alternativas inteligentes que estimulem a criança a se interessar por frutas. Ela comia e deixou de comer ou nunca se interessou por elas? Se a criança sempre comeu e agora está rejeitando pode ser apenas uma fase, o que fica mais fácil de contornar, mas se ela nunca consumiu está na hora de colocar algumas dicas em ação:

  • Você como pai/mãe consome frutas na frente dos seus filhos?

  • As frutas estão visíveis aos olhos das crianças e na altura delas?

  • Você convida seu filho para ajudar a fazer compras na feira ou no supermercado?

  • Seu filho conhece as frutas,a cor e o formato delas?

  • Seu filho tem livre acesso a alimentos tipo “junkfood”?

Pensar nessas situações é muito importante para melhorar o consumo de frutas das crianças. Principalmente, porque elas imitam os pais e irmãos mais velhos em todos os aspectos, inclusive na alimentação.

O fato de deixar as frutas visíveis facilita o interesse, pois se ficarem escondidas na gaveta de geladeira vai ser muito difícil que eles vejam e queiram consumir por vontade própria. Quando se abre a geladeira quais são os primeiros produtos que eles veem? Aqui, uma dica seria deixar um recipiente com frutas na altura dos olhos da criança, para quando abrirem à geladeira verem primeiro o colorido das frutas. Deixá-las cortadinhas em potinhos de vidro também facilita o consumo, principalmente se a criança for pequena.

Na hora de fazer compras na feira ou no supermercado pode ser um bom momento para ensinar seus filhos sobre as frutas. A cor, o sabor, o formato e a textura são informações que eles podem aprender ali mesmo, relacionando o aprendizado do dia com brincadeiras sobre o que foi visto e aprendido no mercado no período da noite, por exemplo. Uma dica legal é separar algumas frutas, vendar os olhos da criança e fazê-la experimentar para adivinhar qual é o alimento. Mas, para isso, ela precisa estar familiarizada com as frutas que farão parte da brincadeira. Caso ela não conheça, você pode dar dicas, por exemplo: vimos no mercado/feira uma fruta vermelha por fora, branca por dentro, com o formato arredondado. Adivinhando, a brincadeira pode ser invertida, fazendo com que os pais adivinhem, para estimular a brincadeira.

Os produtos menos saudáveis, geralmente, ficam ao alcance das crianças, o que prejudica o consumo das frutas. O fácil acesso a esses alimentos prejudica e acostuma a criança a correr para um armário cheio de guloseimas ao invés de comer uma fruta na hora da fome. Manter esses tipos de alimentos longe das crianças é importante e, de preferência, evitar comprá-los. Assim, quando a fome bater, a chance de oferecer frutas, sucos naturais e vitaminas para o seu filho é maior.

Todo ensinamento que é passado de forma divertida e lúdica para a criança é gravado com mais facilidade. Então, na hora de oferecer uma fruta, tente apresentá-la de uma forma criativa. Use os personagens que seu filho gosta a seu favor, dizendo que também gostam daquela determinada fruta. Invente uma história onde os personagens gostem de frutas e coloque além da saúde do seu filho, a sua imaginação para trabalhar.


Maybe Cristina Milan Lemos Nutricionista – CRN 2515 Autora do livro Salada de Frutas

Gostou das Dicas? Acesse a Fanpage Livro Salada de Frutas, conheça mais sobre o livro e saiba como adquirir o seu.

#Livroinfantil #Alimentaçãoinfantil #AlimentaçãoSaudável #Crianças