Existe idade ideal para o início da vida escolar?



Desde o nascimento dos filhos somos bombardeados com uma lista de "hora certa", conselhos e manuais sobre o desenvolvimento da criança, o que nos geram muita angústia e culpa.

Esquece-se que cada criança é única e cada família também. Desta forma, o que considero melhor para o meu filho pode ser diferente do que você considera melhor para o seu filho. É assim em todas as questões maternas e, também, no que diz respeito à matrícula na escola infantil.

Do ponto de vista pedagógico, não existe uma idade ideal para ingressar na escola. Por lei, o MEC determina que as crianças devem ser matriculadas na educação básica a partir dos quatro anos de idade.

Matricular o(a) filho(a) na escola é uma questão muito pessoal. Os fatores trabalho, idade do bebê e preparo emocional mãe-bebê devem ser levados em conta para nortear esta decisão.

Se os pais trabalham e não contam com uma babá ou algum familiar para cuidar do seu bebê enquanto estão trabalhando, terão que escolher uma creche no final da licença maternidade. Neste caso, a decisão de colocar a criança em uma creche é baseada em uma necessidade real dos pais e não na necessidade da criança. Os pais devem escolher uma instituição em que confiem e se sintam seguros.

Se os pais podem deixar o bebê sendo cuidado por uma babá ou algum familiar, não há necessidade ou vantagem em colocar a criança muito cedo na escolinha. O benefício de estar com outras crianças só se torna mais intenso quando se inicia a socialização, normalmente a partir dos 02 anos.

A função socializadora da educação infantil é essencial para a criança, principalmente se ela convive mais com adultos. Na escola ela aprenderá a ceder, emprestar, negociar, esperar, cooperar, entre outras habilidades.

Vale lembrar que a escolinha não é o único lugar onde ocorre a socialização. A criança que frequenta a pracinha, piscina, playground, parquinho etc, entra em contato com outras crianças e o processo de interação acontece de forma natural.

A partir dos 03-04 anos a criança já sabe se expressar melhor, tem mais autonomia e a casa começa a ficar pequena para ela.

Ao visitar as escolas o ideal é os pais já terem definido o que buscam, esperam e acreditam ser o melhor para a criança. Para embasar esta escolha tão complexa é importante:

  • Fazer uma visita surpresa a escola em horário de aula, para conhecer a rotina e observar as crianças realizando atividades.

  • Observar a localização, o espaço, a segurança e a limpeza.

  • Observar também a conduta dos profissionais e a carinha das crianças, na dúvida voltar novamente em outro dia.

  • Certificar se a escola é credenciada.

  • Procurar conhecer a forma de trabalho da escola, sua filosofia e sua história. É fundamental que a escola e a família tenham os mesmos valores.

  • Conversar com amigos, trocar ideias sobre suas escolhas, mas não perder de vista que nem sempre o que é bom para alguém será bom para você também.

  • Nem sempre a escola mais cara traz vantagens significativas. É importante conhecer a proposta pedagógica e observar se o preço pago corresponde ao que a escola oferece e a professores bem formados.

Não existe uma idade “certa” para oferecermos “o melhor” para os nossos filhos. Oferecemos o melhor desde o nascimento: o amor e o cuidar carinhoso dos pais. Se seguirmos nossas emoções, mais do que regras e dicas, daremos sempre o melhor aos seus filhos.

#EducaçãoInfantil #Desenvolvimentoinfantil #Escola #Creche #Cuidar #Aula #Bebês #Crianças #Socialização