Adaptação Escolar Materna



Vencemos a primeira semana de aula! Não foi fácil para o Davi (02 anos), muito menos para mim. A primeira semana foi de ansiedade e angustia para ambos.

No primeiro dia de aula, deixei o na sala e sai após alguns minutos. Ao sair da sala comecei a chorar (sem ele ver). Logo que percebeu minha ausência ele começou a chorar e me chamar. Eu estava angustiada no pátio e a orientadora disse que eu poderia ficar na sala naquele primeiro dia.

No tempo que estive no pátio percebi certo desprezo por parte de algumas mães, como se eu estivesse exagerando na minha reação. Mas percebi também compreensão por parte dos profissionais da escola, que com um sorriso amável e compreensivo me cumprimentavam.

Então me acalmei primeiro e depois de me recompor voltei para sala do Maternal II, como dizem "sacodi a poeira" e fui consolar meu príncipe, tão pequeno e diante de tanta novidades. Confesso que a vontade era levá-lo para casa e adiar para o ano seguinte a entrada dele na escola.

A partir do segundo dia as mães não podiam mais ficar dentro da escola. Eu e mais algumas mães ficamos na secretária aguardando notícias e para levá-los embora quando necessário. Foi a semana mais angustiante que passei desde me tornar mãe.

Um vazio, uma falta de rumo, uma impotência. Para ele tentei passar o tempo todo segurança e tranquilidade. Mas os filhos são conectados conosco de uma tão forma que percebe nosso estado emocional, mesmo quando tentamos disfarçar.

O ponto positivo é que foi possível matricula-lo na escola que eu desejava para ele. Uma escola com excelente estrutura, bons profissionais e valores com os quais compartilho e quero que ele conviva. A segurança na escola nos permite elaborar com mais facilidade nossa angustia por entregar o filho aos cuidados de outra pessoa.

#Escola #Adaptaçãoescolar #Desenvolvimentoinfantil #Angústia #Filhos #EducaçãoInfantil