O tempo não para



Outro dia mesmo eu estava olhando o resultado do meu exame de gravidez, parece que foi ontem, e meu pequeno daqui a poucos meses já faz 04 anos. Como o tempo voa...

Hoje me identifiquei com uma foto postada por uma Mamãe com a legenda: "Onde aperta para não crescer mais?" A vontade que dá é esta, parar o tempo um pouquinho e curtir esta fase deliciosa da infância de nossos filhos que passa tão rápido.

Como é gostoso vivenciar o desenvolvimento deles, cada fase uma conquista. Como nos alegra ver a autonomia deles crescendo dia após dia, a inocência em cada descoberta, os avanços em seu desenvolvimento.

Vontade de congelar o tempo, de brincar mais, passear mais, dizer mais Eu te amo, pegar mais no colo, tirar mais fotos no desejo de eternizar os momentos. Ser mãe é fantástico, ao mesmo tempo que chegamos a exaustão, sentimos saudade do que ainda não passou, mas que se mostra breve.

No texto "Primeiro Voo Solo", cito um trecho do texto de Mônica Bayeh, que sempre me vem a mente quando penso na maternidade e na passagem implacável do tempo:

"Filho é pipa. Precisa vento, precisa linha, precisa embate também. Cada uma com sua rota, seu voo, seu aprendizado. Voltam rasgadas, tronchas, sem um pedaço da rabiola? A gente dá colo, passa remédio, sopra e manda voar de novo. É no voo que se aprende a voar. Pipa bonita é a que dança no ar." (Mônica Bayeh)

E assim seguimos, dia após dia, fazendo nosso melhor, guardando no coração cada momento único e incrível que a maternidade nos proporciona. E o tempo, ah o tempo não para, não perdoa e não espera...

#Desenvolvimento #MãesReais #Crescer #Crianças #SerMãe #Amordemãe #Filhos #Mães #Maternidade #Vínculo